sábado, 10 de janeiro de 2009

ASAE apoia Transgénicos - Protestem

"Se não concorda que a ASAE ponha a dirigir a comissão técnica de avaliação de risco dos transgénicos uma das pessoas que em Portugal mais defende esses mesmos transgénicos, então faça ouvir o seu protesto! Copie o texto abaixo (pode alterar o que entender) e envie-o para os emails indicados. Não se esqueça de pôr o seu nome e nº de BI no final da carta. Se possível, faça cópia para o email da Plataforma Transgénicos Fora (info@stopogm.net) para se registar a dimensão do protesto. E, claro, passe este email aos seus amigos e colegas, para que protestem também! O objectivo é atingir cinco mil envios até ao final de Janeiro de 2009. Todos os emails contam!

Título do email:

ASAE - Pedido de demissão da presidente da Comissão OGM

Enviar para:

gmei@mei.gov.pt, gsecsdc@mei.gov.pt, gsea@maotdr.gov.pt, sedrf@madrp.gov.pt, george@dgs.pt, correio.asae@asae.pt, mbdias@asae.pt, belem@presidencia.pt, rvieira@ps.parlamento.pt, ginestal@ps.parlamento.pt, clopes@ps.parlamento.pt, hantunes@ps.parlamento.pt, jalmeida@ps.parlamento.pt, jfao@ps.parlamento.pt, lferreira@ps.parlamento.pt, mjrodrigues@ps.parlamento.pt, antao@ps.parlamento.pt, cpoco@psd.parlamento.pt, hvelosa@psd.parlamento.pt, carloto@psd.parlamento.pt, mpalmeida@psd.parlamento.pt, nunocamarapereira@psd.parlamento.pt, hamaral@pp.parlamento.pt, francisco.lopes@ar.parlamento.pt, al@pcp.parlamento.pt
Texto:

Exmo Sr Ministro da Economia e da Inovação, Doutor Manuel PinhoExmo Sr Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Dr Fernando SerrasqueiroExmo Sr Secretário de Estado do Ambiente, Doutor Humberto RosaExmo Sr Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas, Dr Ascenso SimõesExmo Sr Director-Geral da Saúde, Dr Francisco GeorgeExmo Sr Inspector-geral da ASAE, Dr António NunesExmo Sr Director Científico da ASAE, Eng Manuel DiasExmo Sr Consultor da Assessoria para os Assuntos Económicos e Empresariais da Presidência da República, Eng Sevinate PintoExmo Sr Presidente da Comissão de Assuntos Económicos, Inovação e Desenvolvimento Regional da Assembleia da República, Dr Rui VieiraExmos Srs Deputados da Subcomissão de Agricultura, Florestas, Desenvolvimento Rural e Pescas da Assembleia da República (Miguel Ginestal, Carlos Lopes, Horácio Antunes, Jorge Almeida, Jorge Fão, Lúcio Ferreira, Manuel José Rodrigues, Nuno Antão, Carlos Poço, Hugo Velosa, Luís Carloto Marques, Miguel Almeida, Nuno da Câmara Pereira, Helder Amaral, Francisco Madeira Lopes, Agostinho Lopes)
Venho expressar a minha indignação pela nomeação da Doutora Margarida Oliveira para presidente da Comissão Técnica Especializada da ASAE responsável pela avaliação de risco dos alimentos transgénicos. Com efeito, e tal como detalhado no comunicado de imprensa recentemente divulgado pela Plataforma Transgénicos Fora (que reproduzo abaixo), há anos que a Doutora Margarida Oliveira se empenha pessoalmente na promoção dos transgénicos em Portugal, inclusive tomando por eles partido para além do que pode permitir o estado do conhecimento na matéria e desprezando ostensivamente o princípio de precaução inequivocamente consagrado na legislação europeia. Considero pois que não estão reunidas as condições de independência científica e credibilidade previstas no regulamento da ASAE e que a Doutora Margarida Oliveira deverá ser demitida. Também a restante composição desta Comissão deverá ser revista, já que comporta elementos com perfil semelhante e que não oferecem garantias plenas de isenção e independência. Na ausência destas medidas estará em risco a saúde de todos os consumidores portugueses no que toca à avaliação dos reais riscos dos transgénicos.

Cumprimento e aguardo,

[NOME]

BI [nº]"

Para mais informações vão a: Plataforma Transgénicos Fora

Hora do Planeta

VAMOS APAGAR AS LUZES E DEIXAR O MUNDO BRILHAR POR SI SÓ!
video
"A Hora do Planeta é uma iniciativa da WWF (World Wide Found) que tem como objectivo que empresas, comunidades, governos e indivíduos de todo o mundo desliguem as luzes por uma hora para reduzir as emissões de gases de efeito de estufa e para consciencializar todos que o problema das alterações climáticas é a nível global e que para o parar são necessários esforços grandes e pequenos gestos (como desligar a luz) conjuntos da sociedade mundial.
A Hora do Planeta (Earth Hour em inglês) começou em Sydney, dia 31 de Março de 2007, onde mais de 2 milhões de pessoas e milhares de empresas na cidade apagaram as luzes por 1 hora. A partir desta escala nacional e humilde início, a mensagem espalhou-se por todo o planeta. No ano seguinte de 2008, o número alargou-se a 50 milhões de pessoas e a 35 países mostrando como acções colectivas dos cidadãos podem fazer a diferença. Este ano a Hora do Planeta 2009 pretende envolver 1 bilião de pessoas em 1000 cidades do mundo. Está combinado para dia 28 de Março de 2009 das 20:30 às 21:30.
A Hora do Planeta pretende ainda inspirar uma reforma ambiental global e influenciar os líderes mundiais que participarão na Conferência de Alterações Climáticas das Nações Unidas em Copenhaga na Dinamarca por volta de Dezembro de 2009 para se assinar um novo acordo climático global depois de Quioto." adaptado da Informação Adicional - Hora do Planeta 2009 (WWF. pt)
Para mais informações vai a: WWF.pt
Marquem já nas vossas agendas: dia 28 de Março das 20:30 às 21:30 desliguem as luzes de vossa casa!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Mercado das Peles

Apesar de ser muito divulgado que não se deve comprar produtos de peles de animais muita gente ainda usa casacos, malas, sapatos... de pele. Alguns sabem, outros não (a inconsciência não é desculpa!, deve-se verificar na etiqueta do que é feito e recusar ou comprar de pele sintéctica). Os argumentos incidem no recurso que os animais são para o Homem - é verdade. Mas quando os ambientalistas reclamam contra as peles não é contra esse tema. É contra o desrespeito pelos direitos dos animais que levam uma vida terrível a favor deste mercado.

Aqui está um exemplo que dá razão a muitos ecologistas sobre a não utilização de peles. A PETA - uma associação ambiental suíça - anda a divulgar no seu site um vídeo que nos apresenta a crueldade desta indústria. O vídeo é completamente chocante portanto aconselho que não vejam se forem sensíveis. Retrata o modo como os homens chineses (pois a China exporta metade dos produtos em pele do mundo) tratam os animais numa fábrica chinesa.

Os animais como furões e guaxinins/mapaches vivem em jaulas individuais onde rapidamente enlouquecem. São retirados da cela e preparam-se para a chacina pois extraiem-lhes a pele vivos. Os homens atiram-nos para o chão e superfícies duras, pisam-nos, batem-lhes com bastões e cacetes de ferro causando fracturas, convulsões nos músculos e ataques mas não a morte imediata.

Depois penduram-nos e começam a retirar a pele com uma faca aos pobres animais ainda vivos e que são literalmente torturados. Debatem-se, esperneiam e tentam morder os operários, o que é compreensível para um animal de natureza selvagem, mas é ainda pior. Quando a pele é finalmente retirada são atirados para uma pilha com outros corpos sangrentos que várias vezes ainda respiram, ainda se mexem ou o coração ainda bate.

video

A única forma de parar com isto é deixar de usar peles. Uma forma de não te esqueceres é asassinares a garantia da PETA (em inglês) onde prometes não incentivar, comprar ou usar produtos de pele de animais: http://www.furisdead.com/pledge-furfree.asp?c=chfrplg

Para mais informações vai a: PETA